Campanha Salarial | Início

DA: FEEB AL/PE/RN
PARA: SINDICATO DE BANCÁRIOS FILIADOS
ASSUNTO: CAMPANHA SALARIAL 2018
DATA: 04.07.2018

Reunião de Negociação da CAIXA ECONÔMICA FEDERAL No dia 18/07 (quarta-feira), às 14h, haverá reunião de negociação da CAIXA e a Comissão Executiva Bancária Nacional de Negociação (CEBNN/Contec), em Brasília. Na pauta, as cláusulas da Pauta de Reivindicações relacionadas aos temas Saúde e Segurança do Trabalhador. A CEBNN/Contec realizará reunião preparatória no mesmo dia 18/07, às 10h, na sede da entidade.


DA: FEEB AL/PE/RN
PARA: SINDICATO DE BANCÁRIOS FILIADOS
ASSUNTO: CAMPANHA SALARIAL 2016 2017
DATA: 29.08.2016

FENABAN OFERECE INDICE DE REAJUSTE DE 6,5% oferece índice de reajuste de 6,5% - Os bancos acabam de oferecer a contraproposta de 6,5% de reajuste salarial, abono de R$ 3 mil. PLR calculada nos moldes do último Acordo Coletivo de Trabalho assinado. A oferta foi feita há pouco durante reunião da Comissão Executiva Bancária Nacional de Negociação - CEBNN/CONTEC e a FENABAN, em São Paulo.

A CEBNN/CONTEC entende que a contraproposta é muito baixa e, não tem condições de ser aprovada. A CONTEC seguirá reunida e, no decorrer do dia, passará mais informações e orientação.

→ CLIQUE AQUI E VEJA PROPOSTA FENABRAN


DA: FEEB AL/PE/RN
PARA: SINDICATO DE BANCÁRIOS FILIADOS
ASSUNTO: CAMPANHA SALARIAL 2015/2016 - COMEÇA FORTE A GREVE DOS BANCARIOS.
DATA: 07.10.2015

Começou forte a Greve da categoria bancária na região Norte e Nordeste nesta terça-feira, 6/10, tanto nos bancos públicos como nos bancos privados, quando foram paralisadas agências e centros administrativos. A categoria aderiu em massa ao movimento como forma de pressionar banqueiros e governo a apresentar uma proposta decente à categoria. O movimento foi pacífico e espontâneo, mostrando a conscientização e a unidade dos bancários.

Entre as reivindicações, a categoria pede reposição da inflação mais aumento real de 5%.A proposta dos bancos de reajuste de 5,5%, na prática, está anulando os ganhos conquistados pela categoria bancária em 2013 e 2014. Ao mesmo tempo em que oferecem tão pouco para um trabalhador, remuneram seus altos executivos com supersalários. Um bancário que ganha no piso R$1.796,45 teria de trabalhar 17,5 anos para ganhar o que o executivo do banco ganha em um mês.

As entidades estão cumprindo rigorosamente o que prevê a lei 7.783/89 (Lei de Greve), obedecendo aos prazos para deflagração do movimento e mantendo o funcionamento do que a lei prevê como serviço essencial, no caso dos bancos, a compensação bancária.

Orientamos as entidades a realizarem, diariamente, assembleias para avalição e fortalecimento do movimento.


DA: FEEB AL/PE/RN
PARA: SINDICATO DE BANCÁRIOS FILIADOS
ASSUNTO: CAMPANHA SALARIAL 2015/2016
DATA: 28.09.2015

A Proposta apresentada pela FENABAN na rodada de negociação do ultimo dia 25, sexta feira, de reajuste de 5,5 % nas verbas salariais e um abono de R$ 2.500,00, não cobre a inflação de 9,88% (INPC), razão pela qual entende a CEBNN que a mesma deve ser rejeitada nas assembléias que deverão realizadas, pelos sindicatos, até o dia 01.10.2015.

Entendemos que o Abono de R$ 2.500,00 não se integraria aos salários e que abono em vez de aumento real trata-se de um retrocesso. A CEBNN esta tentando marcar uma nova rodada de negociação com a FENABAN, porém, a entidade patronal deixou transparente que só voltará a negociar após a realização de assembléias rejeitando a proposta patronal.

Assim, solicitamos o posicionamento oficial de cada um dos sindicatos filiados, após a realização das assembléias que deverão ser realizadas nos termos previsto no Estatuto de cada entidade, bem como pedimos para realizar manifestações públicas e reuniões preparando os bancários para a luta, inclusive quais as providencias inerentes a possível greve.

Outrossim, rogamos que nos informem, por escrito, os resultados da assembléia de cada sindicato e como se encontra a mobilização da categoria.

Cordialmente
Paulo André Correia – Secretário Geral
João Bandeira - Presidente


DA: FEEB AL/PE/RN
PARA: SINDICATO DE BANCÁRIOS FILIADOS
ASSUNTO: CAMPANHA SALARIAL 2013/2014
DATA: 22.08.2013

Conforme é do conhecimento dos companheiros, realizou-se no último dia 19, em São Paulo/SP, a segunda rodada de negociação da campanha salarial de 2013/2014. Foram analisadas clausulas sociais e sindicais, não tendo havido qualquer avanço, dada a intransigência patronal. É evidente que precisamos pressionar os bancos, através de uma mobilização e conscientização dos nossos colegas, pois, sem que haja pressão não alcançaremos os nossos objetivos. Outrossim, conforme decidimos no nosso XXXI Encontro Interestadual e foi ratificado no XLII Encontro Nacional, os sindicatos foram orientados para realizarem reuniões diárias nas agencias bancárias a partir do inicio das negociações e pelo menos uma vez por semana realizar assembleias para mobilizar a categoria e informar o andamento da campanha. Diante do exposto, levando-se em consideração que a Fenaban vem rejeitando as nossas reivindicações, inclusive quanto ao fim das demissões imotivadas e da rotatividade, além do fim da terceirização, gostaríamos que os companheiros, informassem, por escrito, as providencias relacionadas com a campanha, notadamente o posicionamento da categoria após cada uma das rodadas de negociação, pois, na próxima semana, no dia 26, estaremos participando da terceira rodada de negociação.

Cordialmente
Paulo André Correia – Secretário Geral
João Bandeira - Presidente

CAMPANHA SALARIAL 2006/2007

O Conselho Diretor da FEEB AL/PE/RN, reunido hoje, 28.09.06, quinta-feira, após inteirar-se do posicionamento dos bancários diante da provocação contida na contra-proposta da Fenaban apresentada na reunião de negociação realizada ontem, em São Paulo-SP, que propôs reajuste salarial de 2% e acrescentar um PLUS a PLR uma parcela adicional de R$ 500,00, condicionada, uma vez que só será paga se os lucros líquidos dos bancos atingirem 25% sobre o lucro do exercício de 2005, esta parcela adicional não sendo compensada e uma antecipação de 60% da regra básica limitada a 15% do lucro líquido do primeiro semestre de 2006, cuja, proposta foi unanimemente rejeitada em todas as assembléias de bancários, decidiu recomendar a continuidade da mobilização e greve, por tempo indeterminado.Idêntico posicionamento esta sendo proposto pela Contec.

É bem verdade que cerca de uma centena de sindicatos do País, que haviam convocados os bancários para uma greve de advertência, retornaram as atividades, porém no dia de hoje permaneceram em greve os bancários de Pernambuco, Rio Grande do Norte, Bahia, Maranhão, Rio de Janeiro e parte de Santa Catarina, numa prova evidente da seriedade da campanha e democraticamente respeito à decisão dos nossos representados, inclusive na reunião do Conselho Consultivo de nossa entidade realizada no dia 22.09.06, que aprovou uma greve unitária no Estado de Pernambuco.

Assim, reiteramos a recomendação no sentido de que a greve deve continuar até que nos seja apresentada uma proposta digna às reivindicações econômicas da categoria, principalmente em relação a recomposição do poder de compra do salário dos colegas dos bancos oficiais federais e uma melhor atenção daqueles bancos que auferiram os maiores lucros registrados em nosso País.


CAMPANHA SALARIAL 2006

Colega Bancário: Acesse www.sindbancarios.com e veja as notícias da Campanha Salarial 2006. - Participe da I Caminhada dos Bancários.

Veja em www.sindbancarios.zip.net Sites atualizados diariamente.
SINDICATO DOS BANCÁRIOS DE MOSSORÓ E REGIÃO