INFORMATIVOS | Voltar

DA:       FEDERAÇÃO DOS BANCÁRIOS DE AL/PE/RN

PARA:   SINDICATOS DE BANCÁRIOS FILIADOS   

REF: INFORME DA FEEB AL/PE/RN – Nº 121-2020 – DE 21/07/2020


GOVERNO VAI PROPOR SALÁRIO MÍNIMO POR HORA TRABALHADA, DIZ AFIF ASSESSOR DE GUEDES  -  Dentro do que chama de economia social e de mercado, o governo proporá ao Congresso, no pacote que reunirá a reforma tributária e incentivos ao emprego, a contratação de trabalhadores por hora trabalhada, em substituição ao salário mínimo tradicional. É o que diz Guilherme Afif Domingos, assessor especial do ministro da Economia, Paulo Guedes, em entrevista ao programa CB.Poder. Segundo ele, o público alvo serão aposentados e idosos que não querem mais cumprir a jornada tradicional de oito horas, mas precisam de uma outra fonte de renda. “Por que tenho que ser contratado por oito horas se posso trabalhar três?”, questiona Afif. Que responde: “Para isso, vamos propor o salário mínimo por hora, como existe nos Estados Unidos”. Afif ressalta que o governo precisa flexibilizar as regras de contratação no país, que vê o desemprego em disparada, acima de 13%. “Salário é muito para quem paga e pouco para quem recebe. O custo de aquisição de mão de obra é muito alto no país. Então, temos que fazer uma redução desse custo, facilitar as contratações e flexibilizar o número de horas trabalhadas”, afirma. Para que a proposta não seja rejeitada pelo Congresso, porém, o governo garantirá que todos os trabalhadores contratados por hora tenham direito, proporcionalmente, a benefícios como 13º salário, Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e férias. Na primeira versão do projeto, esses benefícios não estavam contemplados. O assessor especial de Paulo Guedes diz que o salário mínimo por hora trabalhada virá dentro do contexto da reforma tributária, que, na segunda fase, proporá a criação de um imposto sobre transações eletrônicas, uma espécie de CPMF, que permitirá a desoneração da folha de pagamento das empresas e o financiamento do programa Renda Brasil, que nada mais será do que o Bolsa Família turbinado por outros programas sociais. Também está prevista a criação de um fundo previdenciário para bancar a aposentadoria de empreendedores informais. Eles terão cerca de 20% da renda registrada no programa devolvidos para esse fundo. O dinheiro poderá ser sacado quando esses trabalhadores se aposentarem. É o sistema de capitalização que já foi proposto por Guedes para todos os trabalhadores e rejeitado pelo Congresso durante a reforma da Previdência. “Tudo está interligado”, diz Afif, ressaltando que, no Renda Brasil, haverá uma rampa de saída dos beneficiários para o mercado de trabalho formal por meio de um processo de qualificação profissional e conclusão de pelo menos o ensino fundamental.

Fonte: Correio Braziliense Diretoria Executiva da CONTEC



BRADESCO É O BANCO QUE MENOS SENTIU EFEITO DA PANDEMIA, SEGUNDO O SAFRA  -  Itaú, Santander, Bradesco ou Banco do Brasil: qual resistiu mais à Covid no trimestre? (Imagem: REUTERS/Sergio Moraes) (Por Márcio Juliboni) Em momentos de grave crise econômica, nenhum banco é uma ilha, e os balanços do segundo trimestre mostrarão quanto a pandemia de coronavírus pesou sobre o setor. Os analistas não têm dúvidas de que as instituições foram impactadas, mas a questão é ver quais bancos são mais resistentes à Covid-19. Luis Azevedo e Silvio Doria, do Banco Safra, estão entre os analistas que aguardam uma deterioração generalizada de resultados. “Espera-se que todos os bancos em nosso universo de cobertura reportem uma queda no lucro na comparação anual, principalmente devido ao reforço da linha de provisões para perdas com empréstimos”, afirmam em relatório. Isso não significa, necessariamente, que os balanços trarão uma piora expressiva da inadimplência. A dupla lembra que, para contê-la, os bancos adotaram medidas como o adiamento da amortização dos empréstimos concedidos a clientes. A concessão de crédito, aliás, pode até ter crescido nos últimos meses, na comparação com o mesmo período do ano passado, de acordo com o Banco Safra. Em relação ao primeiro trimestre, contudo, os analistas não esperam crescimento significativo, o que refletiria a desaceleração da economia devido ao coronavírus. Destaques Entre os bancos cobertos pelo Safra, o Banrisul é o que deve apresentar o pior desempenho. Os analistas estimam uma queda de 50,5% no lucro líquido, comparado ao mesmo período de 2019, e de 41,3%, na comparação com o primeiro trimestre. Na ponta “positiva”, espera-se que o Bradesco seja o mais resiliente, com uma queda de 34,7% sobre o segundo trimestre de 2019, e um incremento de 12,4% em relação ao primeiro trimestre. Veja o resumo das estimativas do Safra para os balanços do segundo trimestre dos banco que acompanha.

Fonte: MoneyTimes



BANCOS PROCURAM APOSENTADOS E PENSIONISTAS DO INSS QUE ESQUECERAM ATRASADOS NA CONTA  -  (Por Jerffeson Brandão) O INSS informou que já disponibilizou mais de R$ 538 milhões para 400 mil pessoas, entre aposentados, pensionistas e beneficiários referentes ao pagamentos de atrasadas da revisão automática dos benefícios decorrentes da mudança na interpretação do inciso II, do Artigo 29, da Lei 8.213. Valores podem variar de R$ 1.000 a mais de R$30 mil. Muitos aposentados podem não ter se dado conta da grana, e podem ter esquecido dinheiro no banco. Por isso, é interessante consultar se tem alguma grana extra liberada para você. No lote de 2020, o INSS já depositou o dinheiro nas contas dos beneficiários contemplados. Quem pode ter o dinheiro liberado? Entre as 422 mil pessoas que têm direito em 2020 estão quem recebe pensão por morte, auxílio doença previdenciário, aposentadoria por invalidez, auxílio acidente previdenciário, auxílio doença por acidente de trabalho, aposentadoria por invalidez por acidente de trabalho, auxílio doença por acidente de trabalho, auxílio acidente e pensão por morte por acidente de trabalho. Essa revisão é feita automaticamente. Não precisou de requerimento. A tabela de pagamentos seguiu critérios como idade, valor dos atrasados e situação do benefício. Também são prioridades valores menores e benefícios ativos. Como conferir se tem direito pela internet? O segurado que foi contemplado com o acordo pode consultar se vai receber os atrasados pela internet. Basta acessar o portal Meu INSS (www.inss.gov.br) ou ligar gratuitamente para a Central de Atendimento 135, que funciona de segunda a sábado, das 7h às 22h. O valor do pagamento não será informado. Para fazer o cadastro é preciso CPF, nome completo, data de nascimento e responder algumas perguntas do seu cadastro junto ao instituto. Especialistas e o próprio INSS orientam os segurados a não darem seus documentos pessoais, como identidade e CPF, ou até mesmo o número do benefício na mão de terceiros para não cair em golpe. Fazer o cadastro na plataforma é simples e rápido. Caso tenha dificuldade, o recomendável é pedir auxílio a alguém de confiança. Porque o INSS liberou essa grana em 2020? Esses dinheiro decorre de um acordo feito entre INSS, o MPF, e o Sindicato dos Aposentados. Ele foi homologado pela Justiça Federal em São Paulo, no âmbito de uma Ação Civil Pública (ACP), beneficiando milhões de segurados. Pelo acordo, foram revistos cálculos para os benefícios por incapacidade ou pensões por morte deles decorrentes, concedidos entre 2002 e 2009. Na época, esses benefícios haviam sido calculados com 100% dos salários de contribuição dos segurados. Com o recálculo, a média passou a incluir somente as 80% melhores contribuições. E os atrasados serão devolvidos em parcelas anuais até 2022, sempre no mês de maio. É importante informar que essa revisão é feita automaticamente e não precisa fazer requerimento. Mais dinheiro será liberado em 2021 Em 2021 terá mais dinheiro liberado. Será a vez dos segurados que tinham na ocasião até 45 anos de idade até 2012 e não recebiam mais o benefício calculado com erro. O pagamento deverá ser feito na competência de maio de 2021, conforme calendário abaixo. 9º lote | Datas de pagamentos 2021 Neste lote só vão receber os beneficiários que tem direito a quantias de até R$ 6.000,00 Benefícios com finais 1 e 6 Previsto: 3 de maio de 2021 Benefícios com finais 2 e 7 Previsto: 4 de maio de 2021 Benefícios com finais 3 e 8 Previsto: 5 de maio de 2021 Benefícios com finais 4 e 9 Previsto: 6 de maio de 2021 Benefícios com finais 5 e 0 Previsto: 7 de maio de 2021

Fonte: Informe Brasil



Cordialmente
João Bandeira – Presidente
Paulo André – Secretário Geral